.

segunda-feira, 20 de março de 2017

PORTA E JANELA ( E NÃO SÓ )

© João Menéres



28 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Os tons despertaram um belo olhar e nos pormenores ... a diferença!bj

Eduardo P.L. disse...

Do "não só" eu não gosto....srsrs

Jorge Pinheiro disse...

Muito encarnadinha...

João Menéres disse...

GRACINHA

Uma pequena casa de porta e uma janela.
Equilíbrio quanto possível...

Um beijo grato.

João Menéres disse...

EDUARDO

O "não só" é a portinhola ou avental.
Já muitos raros actualmente.

João Menéres disse...

JORGE

E muito verdinho !...

Rasuras do Aparo disse...

... ora aqui está um conjunto bastante feminino ... ora de avental para se mostrar atarefada ... ou sem este disponível para me dar a mão a fim de um breve encontro e de uma ida à janela ...

Maria Manuela disse...

Muito, muito gracioso este conjunto !
Gosto, sobremaneira, dos postiguinhos também com sua cortininha... aliás, tudo em harmonia, a lembrar um genuíno e feliz sorriso... reflexo talvez do que se passa dentro da casa...
Bonito este post que até condiz com o dia de hoje, chamado de Dia da Felicidade.
Bem... pelo menos aqui, no centro interior, está um dia radioso de sol e céu azul, o que também ajuda...
Beijinho grande, João.:))

Ana Bailune disse...

Olá, João.
Nesta casa devem morar pessoas muito delicadas.

João Menéres disse...

RASURAS

O avental da porta foi um dos motivos para fotografar esta casa.
Mas ela nunca cá está...

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Acho que o termo gracioso aplica-se aqui muito bem !
E também continuo a apreciar aqueles S em forma de quase espiral.
Aqui o dia está totalmente encoberto e gélido.
Só falta mesmo chover...

Um beijo e obrigado, Maria Manuela.

João Menéres disse...

ANA BAILUNE

Continuo em falta contigo.
Nada delicado da minha parte...

Um beijo e obrigado.

L.Reis disse...

...pois não só, não senhora! Temos ainda um drapejar de cortinas brancas, (será o 8º véu? :):)); temos espirais em enleios de conversa com uma albarda, a condizer; temos uma ranhura para deixar recados de vozes distantes, temos o avental que deixa entrar os murmúrios da rua e a brisa da tarde, mas não deixa sair o gato; temos o verde ladrilhado, para fazer brilhar o vermelho e temos uma imagem que parece roubada a um tempo distante, quando as portas não eram apenas uma passagem para um lado qualquer e quando as janelas ainda saudavam os transeuntes.

João Menéres disse...

L. REIS

Adorei o teu comentário !
Fixei-me no avental que deixa entrar os murmúrios da rua e a brisa da tarde.
Todavia não me escapou uma ranhura para deixar recados de vozes distantes, claro está.
Saberás tu quem eu adoro ?

Um beijo numa noite ( aqui ) fria para ir aquecendo os próximos 16 '.

Pedro Coimbra disse...

Caminhando pelo Porto ainda se encontram muitas pérolas como esta.
Aquele abraço

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

E há muita terra para pisar...

Abraço.

myra disse...

voce sabe o que eu gosto :):):):) e um tesouro!!!!

João Menéres disse...

MYRA

Procuro variar tanto quanto me é possível, Myra
Tento agradar a muitos seguidores e tu és um caso muito especial e por quem tenho muito carinho.

Um beijo muito amigo.

Ana Simões disse...

Excelente jogo de cor e texturas.
Magnifico olhar. Beijos

Agostinho disse...

Porta catita com adereços vistosos, janelinha com cortinado que deixa transparecer algo velado, cantarias talhadas de granito e alçado com ladrilhos a brilhar em dois tons. Casinha de bonecas, pois.
A foto escondeu-lhe a identificação.
Abraço.

Ana Freire disse...

Um belo achado, João!
Quanto a cores, efeitos, padrões... e algumas ondulações... :-D na parede... em cima e à direita da janela... mas por culpa exclusivamente do construtor/pedreiro...
Uma combinação pouco usual de cores... mas que resultou em cheio, em termos fotográficos...
Uma imagem repleta de focos de interesse!
Beijinhos!
Ana

João Menéres disse...

ANA SIMÕES

Todo este jogo não podia escapar, né ?


Um beijo amigo e grato.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Tudo muito bem observado no seu amável comentário !
Também como não digo o nome da rua, o nº pouco importa, digo eu...
( Mas foi consequência da necessidade de endireitar mais a imagem...).
Há momentos e coisas que clico como apontamento para noutra ocasião fotografar melhor.
Depois...passam-se os dias e não acontece.
É a vida.

Um abraço.

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Quando voltar para aqueles lados, tentarei melhorar !
E depois postar quando ?

Um beijo grato pelo completo exame que me fizeste.

© Piedade Araújo Sol disse...

porta, janela e detalhes e cores...
muito bem apanhada!
beijinhos
:)

João Menéres disse...

PIEDADE

Em breve, mostrarei uma "gémea".

Um beijo e obrigado.

Isabel disse...

Gosto!

João Menéres disse...

ISABEL

Ainda bem !